Enquete da Câmara

Lorem ipsum dolor sit amet, consetetur sadipscing?


Receba as Novidades


Redes Sociais

A Câmara também está ao seu alcance nas redes sociais.

Redes Sociais

Conteúdo Geral

Notícias

28/05/2018 | Décima sétima sessão ordinária recebe representante da Uniasselvi e integrante do consulado italiano de Timbó

Na noite desta terça-feira, dia 29 de maio, a Câmara Municipal realizou a décima sétima sessão ordinária no plenário da casa. Contou com a presença da imprensa, lideranças de bairros e a comunidade. O Coordenador da Uniasselvi de Timbó Renato Adriano Pezenti utilizou a tribuna popular para falar sobre a estrutura da Uniasselvi em Timbó, os principais cursos, e os alunos que já formou desde a sua implantação.

Destacou que a Uniasselvi tem uma responsabilidade social devido ao número de alunos de Timbó que esta na Uniasselvi e trabalham em empresas da cidade. A Uniasselvi quer estreitar os laços com empresas e também com as escolas de Timbó através de projetos. Falou sobre a nova estrutura do EAD para suprir as necessidades da comunidade.

O coordenador chamou a atenção dos vereadores sobre as bolsas de estudos para alunos carentes. Explicou que existe a bolsa UNIEDU, onde o estado custeia a bolsa de estudos para alunos carentes. Disse que o estado investe R$ 67 milhões no UNIEDU. Porém afirmou que seria necessário rever alguns critérios de repasse para as unidades privadas. Explicou que o desejo da Uniasselvi é poder oferecer mais bolsas gratuitas aos alunos, oportunizando quem não tem condições.

Pediu apoio aos vereadores para que a PEC 5.3/2017 pudesse ser reformulada, em que o repasse seria realizado 50% de cada um dos agrupamentos de sistema ACAFE e o sistema de instituições privadas seria 50%. Atualmente para Uniasselvi foram repassados apenas R$ 237 mil reais ao longo do ano, que permitiu a Uniasselvi de Timbó oferecer apenas 21 bolsas de estudos. Caso esta PEC fosse reformulada, poderiam ser 110 bolsas.

O Presidente Douglas Marchetti agradeceu a presença do coordenador, e acredita que através de uma moção de apelo eles podem ajudar a conquistar esta meta. Parabenizou o trabalho da Uniasselvi em Timbó.

O vereador Martinho de Souza Filho afirmou que participou de uma reunião com os secretários, corpo de bombeiros, Procon, Polícia, Defesa Civil e demais autoridades para ver como fica a situação da greve na região. Disse que o Procon já está na rua desde a semana passada avaliando e fiscalizando postos de gasolina e nos supermercados. Pediu auxílio da comunidade para denunciar preços abusivos.

Segundo o vereador, por parte da Prefeitura as escolas terão aula normalmente, somente nesta semana que terá feriado. Nas creches estão em regime de plantão. No Samae, o fornecimento de água está garantido para esta semana, pois o insumo para a limpeza foi adquirido em Gaspar. A situação do Hospital é mais complicada. Os médicos não conseguem chegar ao Hospital. As cirurgias foram canceladas. O problema é o abastecimento dos veículos dos médicos. Disse que pelo dia de hoje a situação estava resolvida.

“Acho que se perdeu o foco da paralização. Sou a favor dos caminhoneiros, mas acho que o descaso de anos de má administração do país não será resolvido de um dia para o outro. Temos que repensar isso. Qual é a pauta da reivindicação? Temos que pensar nos demais e nas consequências em nosso país. Os serviços essenciais de nossa cidade estão mantidos até a semana que vem, e o prefeito está com uma equipe para atender as necessidades da crise”, disse o vereador.

O vereador Fabrício Dalcastagné agradeceu as informações de Renato e mencionou sua experiência como aluno, e afirmou que quem faz a universidade é o aluno. Destacou que o próprio município poderia oferecer bolsas de estudo, e citou um exemplo referente ao dinheiro que a Câmara devolve todo ano, que poderia ser usado para bolsas de estudo. Mas acredita que este não é um momento propício para essas ações. Porém que são ideias a serem trabalhadas.

Fabrício falou sobre sua visita na quinta e sexta-feira acompanhado do deputado Mauro Mariani. Ele disse que ficou impressionado com alguns dados que o deputado trouxe sobre educação e saúde no estado. Disse que os municípios conseguem dar a melhor qualidade de ensino das cidades e o estado não. Diz que existe cerca de 80 mil jovens fora das salas de aula.

O vereador ainda citou a situação da greve como uma forma de expressão de que o sistema não está funcionando e as pessoas estão insatisfeitas. Disse que as mudanças não podem acontecer de uma hora para outra, e que o pedido de intervenção militar representa que as pessoas não querem mais ter direito de expressão, e querem seguir as ordens e orientações de uma ditadura.

Disse ainda que o movimento foi importante para dar uma “acordada” no povo, porém que é preciso compreender melhor o que é intervenção militar. Para ele nenhum país com ditadura deu certo e que devemos ter cuidado para não perder o que conquistamos, e voltar a viver no caos de outras épocas.

O vereador Haroldo Fiebes falou sobre a situação caótica da greve dos caminhoneiros. Citou trechos da constituição e afirmou ser favorável a greve porem sempre de uma forma pacífica respeitando o desejo das pessoas de ir e vir. Disse que existem pessoas de má índole que acabaram se infiltrando nos movimentos, e que o que menos querem é melhorar o país. Eles estão impedindo as pessoas de trabalhar.

Para ele, quem quiser ficar parado, que fique! Porém é direito dos demais caminhoneiros decidir se querem seguir ou não. Disse que as pessoas precisam pensar nas demais que estão sendo prejudicadas com tantos dias de greve. Para ele, a maior arma do povo é o voto e outubro logo chegará.

Chamou atenção para a rua Recife, que possui uma arvore de porte elevado, colocado em risco residências e demais locais. Solicitou o corte da árvore. Falou também que é preciso verificar a rua Áustria.
O vereador Carlos Adriano Kruger falou sobre o pedido dos servidores de fazer o ponto facultativo nesta sexta-feira. Carlos afirma que os servidores que não puderem trabalhar na sexta-feira, farão um requerimento com a justificativa e que o executivo fará uma análise da situação.

O vereador parabenizou a greve dos caminhoneiros e afirmou que eles têm muitos motivos para isso. Disse que ficou indignado com os altos preços que alguns postos e mercados colocaram nestes tempos de crise. Disse que isto não foi visto em Timbó, mas outras regiões. Falou que todos nós vamos pagar a conta de tudo isso, por conta de um governo com falta de índole.

O vereador Rubens Borchardt falou sobre um pedido de providencia de uma rua que é muito estreita, e que com fortes chuvas acaba alagando tudo. Falou também da Rua Frei Bruno, no bairro dos Estados. Solicitou a prefeitura para retirar a tubulação debaixo das residências. Ele sabe que não é simples, então está pedindo a limpeza para que tire os galhos e sujeira. Fez também um pedido sobre informações do anel viário, para saber sobre os pagamentos e como será feito.

O vereador agradeceu administração pela colocação de iluminação em um trecho do bairro Dona Clara. Falou também sobre o anteprojeto da mudança de nome da Escola Tiroleses para Cleidenir Teske, em homenagem a diretora que era muito querida na comunidade e faleceu de câncer. Ele afirmou que na semana que vem entrará com a indicação.

O vereador Guilherme Voigt Junior agradeceu a presença do coordenador Renato e afirmou que pode contar com ele para o que for preciso. O assunto desta semana é a greve dos caminhoneiros, e o vereador afirma que os demais vereadores foram felizes em suas colocações.

Acredita que uma intervenção militar não seria o caso, pois hoje pois vivemos em uma democracia. Afirma ser favorável a manifestação, mas acredita que o maior poder da comunidade é o voto. Essa escolha precisa acontecer em outubro. Chama atenção para as pessoas analisarem o voto, principalmente em políticos que são considerados corrutos. E solicita que a comunidade não vote em branco.

Todos os projetos e pedidos foram aprovados.

Após a sessão, a representante do consulado italiano em Timbó, Norma Darui fez um breve discurso falando sobre a importância do passaporte italiano. Fez a entrega de 18 passaportes para pessoas que solicitaram. O pedido geral foi de 150, porém alguns ainda estão em andamento. “O passaporte italiano é um dos passaportes mais importantes do mundo. Ele é obtido através da conquista da dupla cidadania. O passaporte tem acesso a 155 países sem precisar de vistos e maiores burocracias documentais.”, disse Norma.

Norma afirma que os passaportes foram conquistados sem a necessidade de ir até o consulado de Curitiba. Agradeceu aos prefeitos e os vereadores das câmaras da região.

O Presidente Douglas agradeceu e parabenizou o trabalho que Norma faz em nossa região. Afirmou que para ele o momento era especial, porque também tem descendência italiana e sabe da importância que esta abertura tem para as pessoas que sonham passear ou trabalhar em outros países.

Apresentação de Emendas

Emenda Modificativa n.º 1 ao Projeto de Lei n.º 26/2018 – Altera a Ementa e o art. 1.º do Projeto de Lei n.º 26/2018.

Emenda Modificativa n.º 1 ao Projeto de Lei n.º 30/2018 – Altera o art. 1.º do Projeto de Lei n.º 30/2018.

Pedidos de Providência:
 n.º 192 e 193/2018, de autoria do Vereador Rubens Borchardt;

Indicações
 n.º 69/2018, de autoria do Vereador Haroldo Fiebes;  n.º 70/2018, de autoria do Vereador Douglas Emanuel Marchetti.

Ordem do Dia
Homologação a Redação Final do Projeto de Lei n.º 16/2018 - Institui proteção especial através da concessão de atendimento prioritário em todos os estabelecimentos públicos e privados do Município para as pessoas idosas, portadoras de deficiência física, gestantes, pessoas com transtorno do espectro autista e acompanhadas de crianças de colo.

Projeto de Lei n.º 24/2018 - Institui o Programa de Transporte Coletivo Escolar no Município de Timbó.

Pedidos de Informação Parlamentar n.º 29 e 30/2018, de autoria do Vereador Carlos Adriano Krüger.

Pedido de Informação Parlamentar n.º31/2018, de autoria do Vereador Rubens Borchardt.

Assessoria de Comunicação

Segue abaixo downloads referentes a notícia:

Outras Notícias